A importância do leigo na Igreja

Todos nós cristãos temos uma missão especial na Igreja e na sociedade. Pelo batismo, recebemos essa vocação de viver intensamente a serviço do Reino de Deus. Naturalmente, quando falamos em Igreja, estamos falando do Corpo Místico de Cristo (Corpus Mysticum). Como galhos da mesma árvore e membros de um mesmo Corpo, estamos ligados a Jesus, a Cabeça, por isso vivemos do mesmo Sangue.

A missão do leigo na Igreja não é relegada a segundo plano, pelo contrário, é muito valorizada, principalmente depois do Concílio Vaticano II. Sendo assim, nós leigos somos chamados a fazer parte dos diversos trabalhos existentes na igreja, tais como catequese, ministério da comunhão Eucarística, ministério da Palavra, pastorais, movimentos e tudo o mais que nos for solicitado no sentido de evangelizar e ajudar o reino de Deus a crescer.

No entanto, a missão mais importante do leigo que se entende inserido como Igreja está no mundo, onde cada um, de forma individual, no seu jeito de ser, em diversas realidades, como no seu local de trabalho, com os amigos, em uma festa e, principalmente, em sua família, é chamado a ser sinal vivo da Palavra de Jesus Cristo. Ele é o Deus Conosco que se apresenta, no dia a dia, a todos sem exceção. Às vezes, é mais fácil evangelizar os evangelizados. Mas e o outro que ainda nem ouviu falar de Jesus. Como vamos fazer? Como? Com atitudes e palavras verdadeiras que mostrem o rosto invisível desta Igreja que somos todos nós. É uma missão necessária e insubstituível. O papel do leigo não é ficar o dia todo na igreja (templo), mas ser fermento nos ambientes em que vive; nesses campos de vida e de atuação, ser “sal da vida e luz do mundo”.

Cada um de nós tem uma missão específica. É claro que se eu não fizer a minha parte, o projeto de Evangelização vai ficar manco, uma vez que, individualmente, somos importantes, para que o todo funcione bem. Como em uma engrenagem… se uma parte parar de funcionar, pode comprometer todo o restante. A missão é individual e, por isso, é necessário coragem e determinação para cumprir. No entanto, o resultado do esforço individual de cada um de nós reflete em todo o Corpo Místico de Cristo. Deus quer contar comigo e quer contar com você. Não que isso seja necessário para Ele, mas porque Deus é misericordioso e, pensando em nós, nos coloca como peça nesta caminhada de construção do Seu Reino. Quando os leigos assumem, de fato, sua missão específica, podemos sonhar com uma nova sociedade… mais justa e, principalmente, mais Cristã. Jesus veio para mudar o rumo de nossa história, para ser um divisor de águas. Porém, infelizmente, o que temos visto, e muito por culpa de nós leigos, acaba não acontecendo. Em quantas situações, às vezes, não agimos como cristãos. O seguimento ao Cristo, muitas vezes, fica de lado para darmos espaço àquilo que é mais confortável ou conveniente. Ser leigo verdadeiramente cristão não é fácil. Requer um esforço diário e contínuo que, muitas vezes, na prática não estamos dispostos a viver.

Por isso, há a necessidade de refletirmos sobre isso e buscar agir diferente, pois, assim, cada um como engrenagem e parte do todo pode construir, junto com o outro, o que hoje é um sonho, ou seja, uma nova sociedade, melhorando o que de bom já existe e buscando acabar com os males, que são muitos, seja em termos de violência, corrupção, falta de espiritualidade, dentre outros. Deus é bom e sabe sempre o que faz e o que permite. Peçamos a Ele que envie constantemente o seu Espírito Santo à nossa frente para nos conduzir e nos ajudar a sermos leigos autênticos e atuantes, representantes fiéis da Igreja de Cristo. Você aceita este desafio?

————————————-
Sérgio Antônio dos Santos
Servo da RCC Viçosa
Grupo de Oração Nossa Senhora de Fátima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *