CARTA AOS CARISMÁTICOS DO BRASIL- “Até aqui nos ajudou o Senhor” (1Sm 7, 12)

Doc. 01/2019
Vitória/ES, 12 de fevereiro de 2019.
Amada família Carismática do Brasil,
Chegamos ao ano jubilar da RCC no Brasil!
Louvado seja Deus!

Foi através dos padres Eduardo Dougherty e Haroldo Rahm que o Senhor impulsionou em solo brasileiro essa linda experiência com o Espírito Santo, chamada Renovação Carismática Católica.

Mais de 60 jovens participaram de uma experiência de oração, na “Casa de Guadalupe”, na Villa Brandina, em Campinas/SP, quando o sacerdote jesuíta, Pe. Harold Rahm, inicia a pregação da Palavra, partilhando o versículo 39 do Capítulo 2, do Livro dos Atos dos Apóstolos:

“… pois a promessa é para vós, para vossos filhos e para todos os que ouvirem de longe o apelo do Senhor, nosso Deus”.

A colocação é encerrada com o seguinte apelo: “Quem deseja uma vida na plenitude do Espírito Santo?” Alguns braços se levantam, tímidos, e o sacerdote convida à oração. Eleimpõe as mãos sobre os jovens e começa a orar em alta voz: “Senhor, batiza-os no Teu Espírito Santo”.

Algo novo e extraordinário era realizado ali e aquele final de semana seria conhecido como o evento catalizador, dinamizador do início da Renovação Carismática Católica no Brasil. 50 anos se passaram! Tão depressa e tão abundante em graças, bênçãos, milagres e prodígios – presença de Deus marcante em cada desafio vencido.

O Espírito Santo sempre faz novas todas as coisas e tem agido poderosamente através dos milhares de Grupos de Oração no Brasil. Obrigada Senhor!

O Senhor está sempre no meio de nós apontando o caminho, nos auxiliando e nos acompanhando. “Até aqui nos ajudou o Senhor” … e agora RCCBRASIL?

O Espírito Santo continua a nos exortar acerca da direção a seguirmos. Nesse tempo de preparação que viemos gestando, todos estamos em oração, intercessão e escuta da expectativa que finalmente se concretiza na alegria do júbilo de um ano maravilhoso. E nesta alegria, o Espírito Santo inspira-nos a partilhar alguns direcionamentos, através de pontos que nos permitam aprofundar a vida carismática:

1.   O Amor de Deus:

Dom Alberto, em sua homilia, na Santa Missa, no jubileu de Ouro, em 2017, nos disse: “Nós temos um ponto de partida: O amor de Deus!É o amor de Deus que nos sustenta. É este amor que faz com que as portas abertas da RCC sejam edificadas na rocha”.Somos chamados a amar com um amor semelhante ao de Cristo. Vamos viver a verdadeira Comunhão Fraterna!

2.   O Amor Apaixonado por Jesus:

Esse amor apaixonado por Jesus é que nos diferencia dos outros (Filipenses 3, 7-10). O nosso grande perigo é estarmos tão ocupados a ponto de irmos arrefecendo o nosso primeiro amor. Esquecer o nosso primeiro amor (Ap. 2, 4-5). Se estivermos constantemente unidos ao Espírito Santo, Ele não permitirá que nos afastemos desse amor apaixonado. O grande perigo do servo é a perda da paixão por Jesus.

3.   Amor Apaixonado pela Salvação das almas:

A paixão pelas almas conduziu grandes líderes, grandes servos e servas, santos e santas da Igreja. Esse amor apaixonado pelas almas forjou a audácia, a coragem e a paresia na vida de muitos homens e mulheres. “Os campos estão brancos para a colheita”.

4.   Amor Apaixonado pela Igreja:

Devemos amar a Igreja com o amor de Cristo, alimentado em nós, pelo Espírito Santo e, assim, agradecer a Deus e interceder diariamente pela esposa de Cristo.

5.   Dignidade, Integridade, Santidade:

“Ele reserva para os retos a salvação e é um escudo para os que caminham com integridade; protege as sendas da retidão e guarda o caminho de seus fiéis” (Provérbios 2, 7-8).

É importante sabermos que a fé que nos salva também nos santifica, pois o caráter de uma pessoa de Deus se manifesta em suas atitudes e ações santas. Não há santidade sem integridade, por isso, pessoas de Deus não descuidam da sua integridade, que é o caminho para a santidade. A santidade não é impossível para nós, pois temos o Espirito Santo. Ele nos conforma à santidade de Deus. Quanto mais dóceis formos a Ele, mais facilmente seremos santos. Devemos caminhar decididamente numa vida de conversão sincera e fazer de tudo para agradecer ao Senhor.

6.   Vida de oração:

A oração é um dos caminhos mais seguros para uma vida nova. É através da oração que nos tornamos amigos de Deus, que vamos crescendo e nos aprofundado no relacionamento com Ele. Quanto mais oramos, tanto mais profundamente experimentamos a dimensão espiritual e nela vivemos. Dom Alberto Taveira, na homilia que celebrou por ocasião do Jubileu mundial em 2017, disse: “Quem está a mais tempo na RCC já deve ter trabalhado muito, mas precisa de vida de oração [constante]”.

7.   Unidade:

“Perseveravam eles na doutrina dos apóstolos, na reunião em comum, na fração do pão e nas orações” (Atos 2, 42).

O Espirito Santo sopra onde quer, mas seguramente quer nos ajudar a sermos eficazes na evangelização e no amor. Neste sentido, precisamos caminhar na mesma direção e colaborar para a construção do reino como testemunhas da unidade. Andar em direções contrárias é um claro contratestemunho e contrassenso.

“Pois, se um reino estiver dividido contra si mesmo, não pode durar”(Mc 3, 24).

8. Vocação:

A vocação de todo carismático é ser rosto e sinal de Pentecostes (cf. Papa João Paulo II). Pentecostes no mundo! Para que o mundo saiba e creia: “… que Jesus é o Senhor!” Assim, devemos viver, em plenitude, a nossa vocação.

9. Cheios da unção de Deus:

Não podemos ser servos medíocres! No serviço a Deus, precisamos mais do que habilidades e talentos. Precisamos da manifestação da presença de Deus, da consciência e da certeza dessa ação especial e extraordinária Dele sobre nós. Ao nosso melhor é preciso acrescentar o toque da capacitação sobrenatural do Espírito Santo, pois fomos criados para sermos cheios da unção de Deus, pelo Seu Espírito Santo, para então, termos a certeza de que Deus está nos usando para realizarmos a Sua vontade em nós e através de nós para a glória do nome Dele.

10.JESUS CRISTO É O SENHOR:

Tudo que somos e que fazemos é para que todo joelho se dobre e toda língua proclame que Jesus Cristo é o Senhor!

“Por isso Deus o exaltou soberanamente e lhe outorgou o nome que está acima de todos os nomes, para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho no céu, na terra e nos infernos. E toda língua confesse para a glória de Deus Pai, que Jesus Cristo é Senhor”(Fl. 2, 9-11).

Na mesma ocasião do Jubileu mundial em 2017, durante a sua homilia, Dom Alberto Taveira disse:

“A RCC é conhecida por proclamar o Senhorio de Jesus, levantar os braços, e louvar a Deus. É também conhecida por testemunhar as obras do Senhor. E agora, ai da RCC, se não proclamar o senhorio de Jesus! Ai da Renovação se ficar parada e não for fiel às suas raízes! Ai da Renovação se não fizer o apostolado do batismo no Espirito Santo!”.

Que Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil e mulher carismática por excelência, rogue a Jesus por nós, para que assim como ela, possamos nos colocar totalmente à disposição do plano de Deus.

Um abraço jubilar
Katia Roldi Zavari
Presidente do Conselho Nacional da RCCBRASIL
no ano do Jubileu de Ouro da RCC no Brasil