Entrevista com Everardo Mendes da Rocha

Entrevista cedida ao Jornal Semeando – Março 2010

Jornal Semeando: Quem é Everardo? Fale para nós um pouco de você.
Everardo:
Meu nome é Everardo Mendes da Rocha, viçosense, sou casado com Maria Aparecida, e comemoraremos em julho, deste ano, se Deus quiser, nossas Bodas de Prata. Fomos agraciados por Deus com um casal de filhos, o Leonardo com 17 anos e a Déborah com 15 anos. Nossa Comunidade é Santo Antônio. Trabalho na Funarbe há 29 anos. Eu e “Cida” somos formados em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Viçosa (UFV).

Jornal Semeando: Quando e como sedeu o início de sua caminhada com Deus?
Everardo:
Há 23 anos fui convidado pela minha esposa para participar de um grupo de oração e depois de um retiro da Renovação Carismática Católica (RCC), chamado Experiência de Oração, e a partir daí, a cada dia Deus tem me amparado. Com a ajuda de minha família e dos irmãos da comunidade continuo na caminhada.

Jornal Semeando: Sabemos que você serve na RCC, mas além disso, quais as outras funções que você exerce na Igreja. Fale para nós sobre essas atividades.
Everardo:
Faço parte da coordenação da RCC como tesoureiro; sou membro do núcleo do Grupo de Oração Santo Antônio que acontece todos os domingos na Igreja de Santo Antônio, às 19 horas; sou também Ministro Extraordinário da Comunhão Eucarística; membro dos Apostolado da Oração; e Encontro de Casais com Cristo (ECC).

Jornal Semeando: Como você concilia a sua vida de servo de Deus, famíliar e profissional?
Everardo:
A partir do momento que tive esse encontro com Jesus, não consegui mais ficar parado; servi-Lo é a maior alegria da minha vida, o desejo é levá-Lo a todas as pessoas. A minha família está comingo também na Igreja e juntos servimos a Deus, assim como está escrito em Josué 24, 15: “eu e minha casa serviremos o Senhor”.
Quanto à vida profissional, procuro levar Deus para aqueles que convivem comigo dia-a-dia, e tento mostrar que onde estivermos, nosso Pai do Céu tem um plano de amor para nós.
Penso que não podemos cruzar os braços diante das adiversidades da vida. É preciso levar a Palavra de Deus, principalmente à família, pois ela é o começo de tudo, é berço da Evangelização e por isso tem sofrido ataque severo na tentativa de desvirtuá-la da mensagem de Jesus Cristo.

Jornal Semeando: Deixe-nos uma mensagem.
Everardo:
Mesmo com as minhas fraquezas, desejo agradar a Deus, quero retribuí-Lhe um pouco do que Ele tem feito por mim e quero servi-Lo sempre porque sei que este é o caminho para a felicidade; então aproveito esta oportunidade para receitar este remédio para todos aqueles que ainda sentem vazio em sua vida, e ainda não encontraram a verdadeira alegria.
Eu e minha família enfrentamos recentemente um momento muito difícil quando passei por uma enfermidade grave, mas com a Graça de Deus, com a oração dos sacerdotes e irmãos de caminhada, parentes e amigos, tudo foi superado. Só o Senhor pode retribuir-lhes por tudo que fizeram. Muito obrigado!