Estudo: Lectio Divina (Introdução)

Lectio Divina
Lectio Divina

Lectio Divina, uma escada para o céu

Irei postar um material sobre Lectio Divina. Muitos me perguntam sobre esse método de estudos bíblicos, pois é o método que a Igreja indica, além de ser a fonte de outros métodos tão bons como ele.

As postagens sobre o assunto serão um resumo que fiz da obra Uma escada para o céu – A leitura orante da Bíblia de autoria do Pe. Marlon e do Diácono Gustavo, ambos da comunidade Sede Santos . Na obra nos são apresentadas, entre outras coisas, cada um dos 4 degraus da escada, forma pela qual é comparada a Lectio Divina.

A apresentação desse resumo tem a devida autorização dos autores do livro.

Nesse post veremos uma introdução sobre o assunto e nos próximos veremos degrau a degrau.

INTRODUÇÃO[1]

São Gregório Magno bem salientava que o principal objetivo da Lectio Divina é “conhecer o Coração de Deus através da Palavra de Deus”.

Como indicou o venerável Servo de Deus, João Paulo II: “Nós podemos ter três grandes encontros com Cristo: quando comungamos a Palavra de Deus, na Bíblia; quando comungamos da Eucaristia, o Pão da Vida Eterna; e quando comungamos com os irmãos que são excluídos e sofredores” .

… Nas palavras do Santo Padre, o Papa Bento XVI: “Quando promovida eficazmente, a Lectio Divina traz á Igreja – estou convencido – uma nova primavera espiritual” .

É verdade que a Lectio Divina pode ganhar algumas variantes e até assumir diversas formulações e práticas .

UMA ESCADA PARA O CÉU

Inicialmente, é importante ressaltar que a Leitura Orante da Bíblia é um método, dentre tantos. Particularmente, como bem afirmou o Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, “ o método mais prático de acesso á Bíblia” .
A expressão latina Lectio Divina, designa uma leitura espiritual da Bíblia, ou como geralmente é traduzida, “Leitura Orante da Bíblia”. Esta expressão foi elaborada por Orígenes (185-253)… .

Os princípios da Leitura Orante foram expressos por volta do ano 220 e praticados por monges católicos, especialmente nas regras monásticas de São Pacômio (292-348), Santo Agostinho (354-430), São Basílio (329-379) e São Bento (480-547). O tempo diário dedicado á Lectio Divina sempre foi grande e no melhor momento do dia. A espiritualidade monástica sempre foi bíblica e litúrgica. A sistematização do método da Lectio Divina chegou até nós através dos escritos de Guido (1173-1180), o monge cartucho francês.

Certo dia, ainda jovem, enquanto Guido realizava alguns trabalhos manuais, trazia em mãos uma escada. Em dado momento, com a escada nas mãos, pediu a Deus que lhe desse a graça de subir até a sua presença. Foi então que recebeu a graça de ter uma belíssima visão espiritual, na qual pode ver uma escada com apenas quatro degraus sustentados na Palavra, mas que levava até Deus e perscrutava os segredos do Céu.

A Lectio Divina é a escada espiritual dos monges, mas é também a escada de todo o cristão. Guido ainda explicou o que é próprio de cada degrau, quais os efeitos na alma daquele que se dispõe subir a Deus por meio deles… .

[1] MÚCIO, Pe. Márlon & SAMPAIO, Luiz Gustavo. Uma escada para o céu – A leitura orante da Bíblia. 2ª Edição. Missão Sede Santos Editora. 2010. 108 págs.