Evangelho da Semana (João 14,23-29)

— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo João.
— Glória a vós, Senhor!


Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 23“Se alguém me
ama, guardará a minha palavra, e o meu Pai o amará, e nós viremos e
faremos nele a nossa morada. 24Quem não me ama, não guarda a
minha palavra. E a palavra que escutais não é minha, mas do Pai que me
enviou.

25Isso é o que vos disse enquanto estava convosco. 26Mas o Defensor, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, ele vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que eu vos tenho dito. 27Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; mas não a dou como o mundo. Não se perturbe nem se intimide o vosso coração. 28Ouvistes o que eu vos disse: ‘Vou, mas voltarei a vós’. Se me amásseis, ficaríeis alegres porque vou para o Pai, pois o Pai é maior do que eu. 29Disse-vos isso, agora, antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós acrediteis”.

– Palavra da Salvação.
– Glória a vós, Senhor.

“É a minha paz que eu vos dou”

As vésperas da Sua Ascensão, Jesus vai até os discípulos (ou seja, até nós) para lhes falar de paz: ‘não se perturbe o vosso coração e nem se atemorize!’ (v.27). Não de uma paz qualquer, mas da Sua Paz! A Paz de Cristo é aquela que nos permite viver tudo que o Senhor nos disse nessa Palavra, pois em um coração onde reina a Paz de Cristo, há espaço para meditar Sua Palavra, para guardá-la e vive-la e para estes a promessa de Jesus é: ‘meu Pai o amará e nós viremos a ele e nele faremos nossa morada’ (v.23). A paz do mundo ao contrario deixa nosso coração preocupado, impaciente, com medo… Por isso que a vivencia da Paz verdadeira deve ser diária, a cada novo dia, devemos pedir a Paz de Cristo para nossa vida e o mais forte nisso é que não tem como estar em paz se as coisas em nossa volta não estiverem… Então toda vez que peço a Paz a quero também para os que convivem comigo e aqui também entra nossa missão de transmissores e multiplicadores desta Paz!

Na nossa fraqueza e limitação, não conseguimos ver a realização da Paz nos dias de hoje… Vemos apenas injustiças, divisões, pobreza, e até mesmo dentro da nossa Igreja, que tem sido grandemente atacada por causa das decaídas de alguns… assim nos deparamos com questionamentos, medos e tantos outros barulhos interiores que pouco a pouco nos fazem esquecer da voz do Senhor… mas, nós somos um povo feliz, porque ‘somos convidados a Ceia do Senhor’ e ali ouvimos a sua Palavra, renovamos nossas forças e assim podemos continuar rumo a Jerusalém Celeste… rumo a Paz eterna!

Que esta semana, diante deste Evangelho, possamos nos preparar bem para a festa da Ascensão, fortalecendo o nosso amor por Jesus para assim bem nos alegrarmos!!! (v.28)