Evangelho da Semana (João 20,19-31)

— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo João.
— Glória a vós, Senhor!


19Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana, estando fechadas, por medo dos judeus, as portas do lugar onde os discípulos se encontravam, Jesus entrou e, pondo-se no meio deles, disse: “A paz esteja convosco”.
20Depois dessas palavras, mostrou-lhes as mãos e o lado. Então os discípulos se alegraram por verem o Senhor.

21Novamente, Jesus disse: “A paz esteja convosco. Como o Pai me enviou, também eu vos envio”.
22E, depois de ter dito isso, soprou sobre eles e disse: “Recebei o Espírito Santo. 23A quem perdoardes os pecados, eles lhes serão perdoados; a quem os não perdoardes, eles lhes serão retidos”.
24Tomé, chamado Dídimo, que era um dos doze, não estava com eles quando Jesus veio. 25Os outros discípulos contaram-lhe depois: “Vimos o Senhor!”
Mas Tomé disse-lhes: “Se eu não vir a marca dos pregos em suas mãos, se eu não puser o dedo nas marcas dos pregos e não puser a mão no seu lado, não acreditarei”.
26Oito dias depois, encontravam-se os discípulos novamente reunidos em casa, e Tomé estava com eles. Estando fechadas as portas, Jesus entrou, pôs-se no meio deles e disse: “A paz esteja convosco”.

27Depois disse a Tomé: “Põe o teu dedo aqui e olha as minhas mãos. Estende a tua mão e coloca-a no meu lado. E não sejas incrédulo, mas fiel”.
28Tomé respondeu: “Meu Senhor e meu Deus!”
29Jesus lhe disse: “Acreditaste, porque me viste? Bem-aventurados os que creram sem terem visto!”
30Jesus realizou muitos outros sinais diante dos discípulos, que não estão escritos neste livro. 31Mas estes foram escritos para que acrediteis que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais a vida em seu nome.

– Palavra da Salvação.
– Glória a vós, Senhor.

Páscoa é tempo de ressuscitar. Esse é o convite para nós a cada dia: morrer para o mundo e renascer em Cristo!

O Evangelho deste segundo domingo da Páscoa apresenta o que aconteceu oito dias após a ressurreição de Cristo: os discípulos estavam trancados no Cenáculo, com medo… apesar de tudo que já tinham visto, vivido e ouvido do próprio Cristo e de alguns irmãos, ainda não acreditavam de fato.

Mas Jesus continua a se manifestar e aqui se destaca a pessoa de Tomé com sua fé limitada, que na verdade só existiria se ele pudesse ver e tocar Naquele em quem deveria acreditar… para ele não bastavam o anúncio e os testemunhos que já tinha ouvido. Para surpresa de Tomé, Jesus aparece de novo a todos os discípulos e se dirige de maneira particular a ele… Jesus vem e diz diretamente a Tomé, e assim, lhe dá aquilo que ele disse ser necessário para crer que Jesus estava vivo.

Com certeza, o Senhor não fez isso para atender aos caprichos de Tomé, mas para deixar uma mensagem aos discípulos (e também a nós): “Não sejas incrédulo, mas homem de fé” (v.27b) e para anunciar: “Felizes aqueles que crêem sem ter visto” (v.29b).

Caríssimo e caríssimas vamos abrir os nossos olhos às diversas manifestações do Senhor… a cada instante somos contemplados com milagres Seus, afinal de contas, “Ele está no meio de nós”.

Precisamos parar com o que é supérfluo, com o que tapa os nossos olhos e ouvidos a Essa presença. Precisamos viver, dizer SIM à vida e dizer NÃO a toda cultura de morte, que nos paralisa no sepulcro frio e escuro e não nos abre a Vida e Ressurreição.

Creiamos nisso, creiamos que “Jesus Cristo é o Filho de Deus , para que crendo, tenhamos a vida em seu nome” (v.31).

A paz esteja convosco!!!!!