Evangelho da semana: Mc 4, 26-34

Antes da nossa leitura deste domingo rezemos:

Sabemos Senhor que a tua palavra é luz para os nossos passos e sob a tua luz desejamos caminhar. Por isso, te pedimos, enviai o vosso Espírito e dai-nos clareza acerca do que deseja nos dizer através desta palavra. Fortalecei nossa decisão para que possamos optar sempre pela tua palavra, uma vez que “só Tu Senhor tens palavras de vida eterna”.

AMADOS, SEMEEMOS A PALAVRA DE DEUS!

Evangelho de 14/06/09 – Mc 4, 26-34

— O Senhor esteja convosco!
Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Marcos.
Glória a vós, Senhor!

26. Dizia também: O Reino de Deus é como um homem que lança a semente a terra.
27. Dorme, levanta-se, de noite e de dia, e a semente brota e cresce sem ele o perceber.
28. Pois a terra por si mesma produz, primeiro a planta, depois a espiga e, por último, o grão abundante na espiga.
29. Quando o fruto amadurece, ele mete-lhe a foice, porque é chegada a colheita.
30. Dizia ele: A quem compararemos o Reino de Deus? Ou com que parábola o representaremos?
31. É como o grão de mostarda que, quando é semeado, é a menor de todas as sementes.

32. Mas, depois de semeado, cresce, torna-se maior que todas as hortaliças e estende de tal modo os seus ramos, que as aves do céu podem abrigar-se à sua sombra.
33. Era por meio de numerosas parábolas desse gênero que ele lhes anunciava a palavra, conforme eram capazes de compreender.
34. E não lhes falava, a não ser em parábolas; a sós, porém, explicava tudo a seus discípulos.

– Palavra da Salvação.
– Glória a vós, Senhor.

LANÇA A SEMENTE

Nesta semana somos chamados a refletir sobre a importância da palavra de Deus em nossa vida e em nossa missão.

Nossa missão é lançarmos a semente, pois será o Espírito Santo quem agirá sobre a semente lançada e a fará germinar, nascer, crescer, se tornar uma bela árvore e produzir frutos.

De modo especial na universidade ou no universo do trabalho a palavra deve ser anunciada, semeada com zelo, carinho e amor.

A responsabilidade de fazê-la se transformar em frutos é do Espírito de Deus. São Paulo já exortou “prega a palavra, insiste oportuna e importunamente, repreende, ameaça, exorta com toda paciência e empenho de instruir”.

A universidade e o meio do trabalho ardem pela palavra de Deus assim como o deserto arde pela água. Então todo esforço será pouco no sentido de que a palavra seja semeada.

Uma coisa bonita no reino de Deus é que precisamos apenas semear. A semente (palavra) irá produzir o seu fruto por si, ou melhor, pela graça de Deus, pela ação do Espírito Santo. É PRECISO ACREDITAR NISSO.

Ao lançarmos nosso olhar para a universidade, percebemos quantas sementes de desamor, destruição, injustiça e morte estão sendo semeadas, muitas vezes até por quem se diz cristão. Existem semeadores semeando contra o Reino, contra a vida, contra a justiça, contra a própria palavra de Deus. Então eis aí um grande campo de missão. Nunca estive tão seguro de que a universidade é um tremendo e desafiador campo de missão.

A palavra de Deus nos impõe um grande desafio: sermos os semeadores da palavra de Jesus. “Tu tens as palavras da vida eterna” [2]. Então amados, se Jesus tem as palavras de vida eterna, é nosso dever como batizados, fazermos esta palavra chegar aos nossos amigos, irmãos, professores, aos servidores e pesquisadores das nossas universidades.

Desejo ainda exortá-los a serem ousados em nossos planejamentos de evangelização. Organizamos a partir desta semana o Retiro das setas, o Ruah, as experiências de oração, os acampGOUs e outras tantas formas de evangelização.

Não pense pequeno, pois o tamanho de um homem/mulher é o tamanho dos seus sonhos. Usar toda oportunidade para semear a semente da boa nova é sinal de vida carismática, sinal de PENTECOSTES. Muitos de nós seremos curados do medo, da insegurança ao darmos passos na semeadura da boa nova.

Desejo finalizar esta parte da reflexão propondo um desafio: Ao ler este texto escolha um momento para a reflexão e oração com esta palavra e pergunte a Deus onde você deve semear esta semana, uma pessoa, um ambiente. Peça a Deus que crie a oportunidade e exercite-se na dependência do socorro do Espírito Santo. Seja um semeador da boa nova.

O GRÃO DE MOSTRADA

Devemos ter a simplicidade, a humildade em nosso coração de semeador e da nossa pequenez se formará uma grande e formosa árvore, onde até os pássaros do céu virão repousar. Consigo imaginar como as pequenas atitudes/atividades de evangelização realizadas pelos GOUs/GPPs, deste nosso Brasil afora, podem se tornar grandes árvores, onde a comunidade acadêmica, ou ainda, os companheiros de trabalhos vêm buscar repouso.

Algumas atividades de evangelização acabam não produzindo frutos, por que não se semeia realmente a palavra de Deus, que é simples como o grão de mostarda. Ao contrário colocam muitos apêndices na semeadura e a semente acaba sufocada e não germina, nasce, cresce,..É PRECISO SIMPLICIDADE NA SEMEADURA!

Um coração humilde e acolhedor recebe a semente. Simples e pequena, a palavra de Deus cresce dentro deste coração e se torna uma grande árvore, tornando este coração posteriormente um repouso, amparo, acolhida para muitos.

Na realidade universitária muita gente procura abrigo, pois são muitos os feridos, os assaltados ao longo do caminho como encontramos na parábola do bom samaritano.

Ao se encontrarem com jovens, que foram seduzidos pela palavra de Deus e permitiram que ela crescesse e se tornasse uma grande árvore, encontrarão aí um grande Oásis e terão a oportunidade de receber a salvação, o alívio, o amor de Jesus.

Desejo testemunhar o quanto a presença de irmãos que tinham a palavra de Deus em suas vidas foi importantes para a minha formação, evangelização e também para a minha recuperação enquanto homem, pessoa e filho de Deus.

Por isso é fundamental que nós ao nos dispormos à evangelização estejamos seduzidos pela força da palavra de Deus e ao levá-la o façamos com compromisso.

Reflexão Final

Precisamos ter consciência de que lançar a semente da palavra de Deus é uma das nossas mais nobres missões como batizados e devemos fazê-lo com simplicidade.

Usar toda a oportunidade de semear, como forma de deixar cumprir em nossa vida o texto Paulino.

No mundo acadêmico, repleto de semeadores de palavras/culturas anti-Reino, se torna imperativo que nós, principalmente os membros da nossa família das universidades renovadas sejamos estes arautos da semeadura da palavra de Deus.

E que o façamos com a simplicidade da semente da mostarda e com a certeza de que quem faz a semente germinar, crescer, frutificar é o Espírito Santo. POR ISSO TAMBÉM É IMPERATIVO QUE SEJAMOS UM POVO DEVOTO, DEPENDENTE, AMIGO DO ESPÍRITO SANTO.

Jesus usava das parábolas para anunciar o Reino e assim fazia com que todos compreendessem a sua mensagem. Podemos pedir a Deus que nos inspire, assim como o fez a Jesus, dando-nos uma linguagem de forma que toda a universidade possa compreender a riqueza da palavra de Deus e serem curados, libertados, como deseja o Senhor.

1 II Tm 4, 2
2 Jo 6, 68