Evangelho da Semana (Lucas 3,15-16.21-22)

Evangelho de 10/01/2010 – Lucas 3,15-16.21-22

— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, o povo estava na expectativa e todos se perguntavam no seu íntimo se João não seria o Messias. Por isso, João declarou a todos: “Eu vos batizo com água, mas virá aquele que é mais forte do que eu. Eu não sou digno de desamarrar a correia de suas sandálias. Ele vos batizará no Espírito Santo e no fogo”.

Quando todo o povo estava sendo batizado, Jesus também recebeu o batismo. E, enquanto rezava, o céu se abriu e o Espírito Santo desceu sobre Jesus em forma visível, como pomba. E do céu veio uma voz: “Tu és o meu Filho amado, em ti ponho o meu bem-querer”.

“Tu és o meu Filho amado, em ti ponho o meu bem-querer”

Neste domingo do Batismo do Senhor, Jesus vem nos ensinar que Ele é realmente o Emanuel – Deus conosco!

O batismo de João era um batismo de conversão, de perdão dos pecados e Jesus era o único que não precisaria ser batizado, mas Ele quis, para mostrar que mesmo sendo Deus, mesmo sendo, como definiu João: “aquele que é mais forte do que eu. Eu não sou digno de desamarrar a correia de suas sandálias. Ele vos batizará no Espírito Santo e no fogo”, mesmo sendo tudo isso, Ele queria ser um conosco!

Sendo assim este domingo fecha bem o tempo do Natal, pois aquilo que foi anunciado pelos pastores e pelos reis magos, agora é esclarecido pelo próprio Deus: “Tu és o meu Filho amado, em ti ponho o meu bem-querer”. E não obstante, é um domingo que inicia bem o tempo litúrgico comum, pois com o batismo do Senhor inicia-se Sua vida pública marcadas pelo anuncio do Evangelho, pelo chamado aos apóstolos…

Neste domingo, alguns símbolos nos ajudam a participar ainda mais deste mistério: vela acesa, a aspersão da água, a renovação das promessas do batismo… símbolos que nos fazem relembrar o dia do nosso batismo… agora não mais bebês, mas pessoas conscientes… é um momento de nos comprometermos mais com o Reino, como verdadeiros cristãos!

Que nós, discípulos-missionários de Cristo, tendo renovado as promessas do batismo, sigamos os seus passos rumo à Jerusalém Celeste.