Evangelho segundo São Marcos: 10, 35-45

Evangelho de 18/10/2009 – Mc 10, 35-45

— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, segundo João.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, Tiago e João, filhos de Zebedeu, foram a Jesus e lhe disseram: “Mestre, queremos que faças por nós o que vamos pedir”.

Ele perguntou: “O que quereis que eu vos faça?”

Eles responderam: “Deixa-nos sentar um à tua direita e outro à tua esquerda, quando estiveres na tua glória!”

Jesus então lhes disse: “Vós não sabeis o que pedis. Por acaso podeis beber o cálice que eu vou beber? Podeis ser batizados com o batismo com que vou ser batizado?”

Eles responderam: “Podemos”.

E ele lhes disse: “Vós bebereis o cálice que eu devo beber, e sereis batizados com o batismo com que eu devo ser batizado. Mas não depende de mim conceder o lugar à minha direita ou à minha esquerda. É para aqueles a quem foi reservado”.

Quando os outros dez discípulos ouviram isso, indignaram-se com Tiago e João. Jesus os chamou e disse: “Vós sabeis que os chefes das nações as oprimem e os grandes as tiranizam. Mas, entre vós, não deve ser assim; quem quiser ser grande, seja vosso servo; e quem quiser ser o primeiro, seja o escravo de todos. Porque o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate para muitos”.

O Evangelho de Marcos que estamos acompanhando neste ano litúrgico B nos mostra a cada domingo quem é Jesus. Ao final deste ano litúrgico de maneira ainda mais real seremos mais íntimos do Senhor, o amaremos mais, pois só quem conhece pode amar!

Neste 29º domingo do tempo comum, Dia Mundial das Missões, Jesus se apresenta da seguinte forma: “O Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate para muitos” (Mc 10,45).

Jesus, o Rei dos Reis, se faz o servo de todos nós! Sendo soberano não oprimi seu povo, nem o tiraniza, mas se rebaixa e até lava os seus pés! Ele muito ama!

Com isso, Jesus vem nos ensinar como devemos ser… Ele não só nos envia à missão, mas também mostra com sua própria vida como um missionário deve agir: deve ser o menor, o escravo de todos… “Sendo Ele de condição divina, não se prevaleceu de sua igualdade com Deus, mas aniquilou-se a si mesmo, assumindo a condição de escravo” (Fl 2, 6-7).

Como resposta, nós devemos assumir nossa missão, não esperando recompensa, como os filhos de Zebedeu, mas sim visando levar a esperança da Boa Nova para aqueles a quem o Senhor nos confia…
O missionário não escolhe o chão, não escolhe a quem ir… Ele vai onde o Senhor enviar! O importante é estar sempre firme na fé em Cristo Jesus, como foi dito na 2ª leitura (Hb 4, 14-16) e certos de que a cruz não é o fim, mas é um processo com vitória certa!

Caríssimos irmãos e irmãs que possamos assim rezar: “Deus eterno e todo-poderoso, dai-nos a graça de estar sempre ao vosso dispor e vos servir de todo coração, Amém”

Um comentário em “Evangelho segundo São Marcos: 10, 35-45

  1. obrigada pl a mensagem q foi de mt bom aproveito p mim hj e quero aproveitar a oportunidade para pedir oracao pl a minha saude ois sofri um acidente de moto e ainda estou em recuperacao e estou sentindo mt dor orem por mim Deus abencoe tds vcs bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>