O caminho mais excelente de todos!

Paulo em sua carta a Corinto diz: “Aspirai aos dons superiores. E, agora, ainda vou indicar-vos o caminho mais excelente de todos… a caridade é paciente, a caridade é bondosa. Não tem inveja, A caridade não é orgulhosa. Não é arrogante… Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta…” I Cor 13, 1.4.7

São de uma profundidade imensa esses ensinamentos de Paulo; e ele continua: “Por ora, subsistem a fé, a esperança e a caridade – as três. Porém, a maior delas é a caridade.” I Cor 13, 13.

Poderíamos falar aqui por linhas e linhas sobre a caridade. Esta é matéria de belas e precisas palavras; mas, por outro lado, é tão simples também. Nós, às vezes, é que complicamos tudo tentando delimitar algo que não tem doma.

Amor é gratuito como diz São Paulo, é exigente e não se explica. Ou amamos ou não amamos. E por este precioso motivo, se aceita ou não o outro. Encher o coração de caridade é passar a olhar com outros olhos o mundo ao nosso redor, é olhar com os olhos do Criador, aquele que mais amou e ama!

Jesus o grande mestre, com seus olhos de amor, acolhia e, conseqüentemente, convivia com todo tipo de pessoa, sem julgar ou excluir e, justamente por isso, tantos tiveram a sua vez com ele, assim como eu e você.

O interessante é que quando o amor por alguém (em qualquer grau) entra no coração da gente, a pessoa toma uma nova cara e a gente percebe que mesmo quando o ser amado faz tudo errado, o amor continua ali; ele não nos faz coniventes, mas não deixa de existir e é por isso que seguir o ensinamento de São Paulo dá trabalho.

É só pensarmos naqueles que amamos e no tempo em que esse amor vem perdurando, seja amigo, parente, esposo (a), filho (a); é um trabalho danado, mas é um exercício de amor porque em concordância com uma simples e bela música popular brasileira: “quando a gente ama, simplesmente ama e é impossível explicar” (Oswaldo Montenegro).

Se ficarmos definindo demais, devemos então tomar cuidado para não deixar o amor passar e assim a vida também, porque mesmo com todos os esforços que fizermos se não existir amor, de nada valerá.

Ser humano, na essência, é ser amor. Não é uma caridade vazia ou sufocante, ao contrário, tudo passará, bem como a pessoa mais amada. No entanto, toda a nossa disposição em amar é o que nunca passará, porque mesmo com toda fé e esperança, aquele que nos move, na essência, é o Amor.

“Amemos-nos uns aos outros, pois o amor vem de Deus” João 4. E se hoje você olhar dentro do coração, vai encontrar no seu peito, um coração amoroso. Não o esconda, deixe vir para fora esse dom tão bonito e que, vindo de você, não haverá outro igual.

Na realidade atual, o amor tem tomado rumos estranhos, digo amar apenas quando recebo algo em troca e aqui não falo da recompensa em saber que o ser amado está bem, digo das trocas em prol do amor, ou seja, se você me ama, então prove.

Se para amar estivesse implícita a troca, deveríamos então criar um câmbio afetivo e não chamar de dom gratuito como na carta à comunidade de Corinto.

O mais triste é que, nestas regras cambiais, o coração vai se dilacerando em um buraco negro imenso de amores estragados e vazios, que na verdade é tudo, menos amor, e ao final como prova temos alarmantes índices de depressão. É o dom que vai se perdendo dentro da gente.

Por isso, a Palavra de Deus é viva e não volta sem produzir seu efeito, pois ela ilumina o coração e abre portas em nosso interior, não sejamos como o bronze que soa ou como o címbalo que retine (I Cor 13, 1). Nós somos ouro puro, jóia preciosa e o dom de Deus está em nós e se Ele é amor, nós também.

Chega de criar cenários de amor para nossa vida, deixemos fluir o bem, deixemos fluir o amor em nós e há uma certeza: contra o verdadeiro amor não há força contrária que possa vencer.

Há uma bomba relógio dentro de você que não faz aqueles estardalhaços que provocam tanto mal físico, psíquico e, até mesmo ecológico; ao contrário, essa bomba é a caridade que se você ativar mudará sua vida para sempre.

Que tal um desafio?! Experimente ativar-se, ame e deixe esse amor sustentar sua vida, veja o resultado. Não tenho dúvidas, algo vai mudar, o dom já existe, é seu. Portanto, não procure fora o que está dentro de você!