O Espírito Santo diz: vem!

O segundo dia do SEARA 2010 iniciou-se com oração do santo terço e, posteriormente o momento de animação e oração. Em seguida, para finalizar a parte da manhã, o coordenador da equipe de Pregação, Antonio Galvão, conduziu a pregação “Escutai e vossa alma viverá”. Em suas palavras Galvão abordou que rezar é encontrar e se entregar ao Senhor.

O Espírito Santo diz: vem!

Após o momento de animação, a primeira pregação do domingo a tarde foi conduzida pela Irmã Zélia da Congregação Copiosa Redenção. Iniciou lendo várias passagens da Bíblia, direcionando os ouvintes ao tema: “O Espírito Santo diz: Vem!”. A Irmã levanta a necessidade de buscar a água viva para renovação e cura, como símbolo da vida eterna. Citou, após a leitura de Coríntios Cap. 12, 3, que devemos invocar o Espírito Santo, pois Ele nos ajuda a proclamar que Jesus Cristo é o Senhor, e nos trás discernimento e convence o nosso coração frente a tantas coisas que o mundo nos oferece. A ação do Espírito Santo em nós traz a plenitude da vida com Deus. A pregação finalizou com os presentes sendo chamados à frente para orar juntos, com a irmã, invocando o Espírito Santo.

Jesus Cristo é o Senhor!

Dando prosseguimento as atividades da tarde de domingo, a segunda pregação foi conduzida por Gilson Paixão, membro da RCC Viçosa, que trabalhou exatamente com o tema deste Seara: “Jesus Cristo é o Senhor” (Primeira carta de São Paulo aos Felipenses 2, 5). Assim, em suas palavras, ele coloca de forma clara que o centro da fé cristã é proclamar o senhorio de Jesus. Em seguida, convida a todos a abrirem a palavra em I Samuel 8,4, no qual ele coloca que quando não aceitamos o senhorio de Jesus em nossa vida, isso se estende a nossa família e, até mesmo, a nossa comunidade. Gilson questiona: “será que estamos deixando Deus ser o nosso Senhor?”. Dessa forma, levanta as diversas dificuldades que temos nos deparado em nosso dia-a-dia como o alcoolismo, as drogas onde muitos jovens estão se perdendo nos caminhos do mundo e, até mesmo, as leis do nosso país que estão banalizando o que os cristão católicos tanto prezam. E que diante dessas dificuldades é importante confiar em Deus, colocando nós em suas mãos. Neste sentido, convida a todos a proclamar que Jesus é o Senhor num momento de oração e, por fim, enfatiza que: “Existe um Deus de amor, que cuida de nós e está sempre entre nós.”