Um presente que caiu do Céu

Alegrem-se quantos souberem que, após sua jornada nesta existência temporal, MARIA DA CONCEIÇÃO COELHO DE SOUZA continuará beneficiando os mais necessitados, especialmente as crianças e menores.

Viçosa inteira pode se alegrar com a generosidade desta sua filha. Com seu valioso presente à Paróquia Santa Rita de Cássia, engrossa as fileiras dos que sabem investir nas ações inspiradas no Reino de Deus. Doando todos os seus bens móveis e imóveis, (ou seja, um prédio de dois pavimentos com terraço, uma casa, algum recurso financeiro, móveis, eletrodomésticos e demais utensílios de sua residência), por meio de um testamento, Conceição fortalece as atividades sociais do Santuário, dando-nos a possibilidade de viabilizar mais do que um projeto, um verdadeiro sonho: o “Berçário e Creche Santa Rita de Cássia”.

O que significa tal gesto em nossos dias?

Trata-se de um consistente apoio ao voluntariado de nossas pastorais. Com a alegria dos servidores de Cristo, seu exemplo contagia a sociedade e faz a esperança florescer, pois os pequenos serão agraciados com esta nova obra social, desenvolvida no patrimônio por ela doado. Seu desprendimento fará com que tantos excluídos se sintam agora amados e acolhidos.

Foi com enorme alegria, portanto, que o Conselho Paroquial de Assuntos Econômicos recebeu a generosa doação, colocando-a disponível para a concretização do Projeto Centro de Educação Infantil Santa Rita de Cássia – Berçário e Creche, um sonho da Pastoral da Criança e do Menor, gerenciado pelas Religiosas Consagradas Irmãs Oblatas de Nazaré.

A atitude de Maria da Conceição Coelho de Souza, uma pessoa tão conhecida na sociedade viçosense, bibliotecária da UFV, apresenta na grandiosidade de seu amor ao próximo um belo exemplo de confiança nas iniciativas pastorais da Igreja.

Chegando à Casa do Pai, nossa benfeitora testemunha o que narram as Escrituras: “Permanecer no teu amor Senhor é o meu maior desejo” (Sl 39(40); Jo 15,9). Somente quem permanece no Amor é capaz de partilhar, em espírito de autêntica gratuidade, o que de Deus recebeu, oferecendo seus bens, colocando-os em disponibilidade como faziam as primeiras comunidades cristãs apresentadas em Atos dos Apóstolos.

Quando descobrimos que seria inviável usar o antigo Centro de Pastoral, apartamento 211 do Edifício Padre Carlos, mudamos logo sua finalidade para atender às oficinas da Pastoral do Menor e encontros de Catequese. E o berçário? E a Creche? Local? O que a gente quase se esquecia é que onde Santa Rita age, até o impossível acontece… A solução caiu do Céu! Que Deus dê a Conceição a recompensa eterna pelo bem que seu testamento vai proporcionar a tantas crianças, como era o seu sonho.