Evangelho da Semana (João 14,15-21)

— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo João.
— Glória a vós, Senhor!


Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 15Se me amais, guardareis os meus mandamentos, 16e eu rogarei ao Pai, e ele vos dará um outro Defensor, para que permaneça sempre convosco: 17o Espírito da Verdade, que o mundo não é capaz de receber, porque não o vê nem o conhece. Vós o conheceis, porque ele permanece junto de vós e estará dentro de vós. 18Não vos deixarei órfãos. Eu virei a vós. 19Pouco tempo ainda, e o mundo não mais me verá, mas vós me vereis, porque eu vivo e vós vivereis. 20Naquele dia sabereis que eu estou no meu Pai e vós em mim e eu em vós. 21Quem acolheu os meus mandamentos e os observa, esse me ama. Ora, quem me ama será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele.

– Palavra da Salvação.
– Glória a vós, Senhor.

Neste 6° domingo do Tempo Pascal, Jesus nos promete sua presença no meio de nós por meio do Espírito Santo: o Paráclito. Jesus fala desta forma veemente, pelo motivo de que os apóstolos precisavam saber que evangelizar e viver segundo os ensinamentos Dele não é nada fácil.

A Palavra de Deus no evangelho de São João, nos exorta e mostra que Deus não deseja o sofrimento de ninguém, mesmo sendo difícil de perceber isso, com tanto sofrimento pelo mundo. Apesar de tudo, não estamos sós, porque o Espírito da verdade anima e sustenta a nossa caminhada. O Espírito é nosso defensor e nos revela a verdade de Deus.

Neste domingo, dia 29/05/2011, mais uma vez refletimos sob a proteção que temos do Espírito Santo, que nos apresenta, com todo seu carisma, nos mostrando o discurso de despedida de Jesus aqui na terra. Fica claro, ao ler estas linhas do Evangelho de São João, que todos nós podemos mais com o Espírito Santo, e hoje faltando poucos dias para a festa de Pentecostes podemos vivenciar com mais força esta verdade. O Paráclito, palavra de origem grega que significa consolador ou defensor é usado com o sentido de consolo, ou seja, somos consolados e protegidos pelo Espírito Santo que habita em nós.

Importante frisar que com as palavars de Jesus: “Ainda um pouco de tempo e o mundo não mais me verá; mas vós me vereis, porque eu vivo, e vós vivereis”, Jesus afirma sua permanência na vida divina e eterna e o dom desta vida àqueles que cumprem seu mandamento de amor. Então eu fico me perguntando: “Eu estou vivendo segundo estes ensinamentos de Jesus? Será que eu estou amando o próximo como a mim mesmo?” Esta pergunta meu irmão, eu faço a você também! Você está vivendo no amor?

Nesse sentido, o Espírito Santo que nos é dado; nos revela a presença de Jesus entre nós: “Não vos deixarei órfãos: eu voltarei a vós… Naquele dia sabereis que eu estou no meu Pai, e vós em mim, e eu em vós”. É lindo ler o que Jesus falou àqueles homens, poucos dias antes da chegada do Espírito Santo no Cenáculo; pré anunciando o dia de Pentecostes. A volta de Jesus, Ele no Pai, os discípulos Nele e Ele nos discípulos, significa a comunhão de vida eterna com Deus já neste mundo, a partir da comunhão de amor.

Você deve ter percebido que nesta pequena reflexão sobre o Evangelho do 6° domingo de Páscoa foi falado muitas vezes a palavra amor. Então podemos concluir que é o amor que norteia tudo que Jesus falou naquele dia, e deve ser o amor a tomar frente também no meu e no seu dia-a-dia, uma vez que sabemos que Jesus é amor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.