Lançado o projeto Eu Amo a RCC

Na manhã desta sexta, 30, segundo dia do Encontro Nacional de Formação para Coordenadores e Ministérios, em Luziânia/GO, foram apresentados diversos projetos da RCC, entre eles o “Eu amo a RCC”.

O Projeto foi apresentado pelo diretor administrativo da RCC/Brasil, Márcio Zolin. Antes de explicar exatamente como funcionará o Projeto, o diretor comentou sobre as dificuldades pelas quais a RCC tem passado em todas as suas instâncias. “Não precisamos mais ficar mendigando por aí, a Renovação somos todos nós e por isso precisamos estar comprometidos com ela”, ressaltou Zolin.

Baseado em uma pesquisa recente realizada pela RCC/Brasil, apurou-se a existência de 23 mil grupos de oração em todo o país, sendo cerca de 1 milhão de participantes efetivos e outros 10 milhões afetivos. Apenas 0,1% dos efetivos é que contribuem mensalmente com a RCC.

Diante desses dados, Márcio Zolin comentou que “se amamos a RCC, precisamos dar passos mais ousados e nos comprometermos mais com a obra”.

Uma das formas encontradas para que a RCC não perca tanto tempo tentando cobrir despesas e saindo de seu foco que é a evangelização, é a implantação do Projeto “Eu amo a RCC” que visa conseguir no mínimo mil pessoas que colaborem com no mínimo R$ 100 (cem reais) por mês por um mínimo de 12 meses.

Os valores arrecadados com o Projeto serão distribuídos da seguinte forma: 50% para o escritório nacional da RCC para diversas missões, 10% para uma comissão que será criada para fazer um levantamento e planejamento de onde será investida essa parte, 20% serão redistribuídos aos estados e os 20% restantes para um fundo de participação.

Após a apresentação e explicação de como funcionará o projeto “Eu amo a RCC”, alguns integrantes do Conselho Nacional foram os primeiros à adquirirem os carnês de contribuição, entre eles, o presidente da RCC/Brasil, Marcos Volcan, o presidente do Concclat, Miguel Mendoza e o assessor eclesiástico da RCC, Dom Alberto Taveira.

Fonte: www.rccbrasil.org.br